Blog

Como o decreto de terceirização pode revolucionar sua empresa

GO2B

Compartilhar

Sancionada em 31 de março de 2017, a nova lei da terceirização é um projeto que vem sendo discutido na esfera política desde 1998, e envolve diretamente empregados e empregadores na busca de uma legislação específica para essa atividade.

 

Mas o que essa lei traz de tão importante para as empresas, que é capaz de revolucionar a forma como determinados trabalhos são estabelecidos? É isso que vamos explicar neste artigo.

 

A terceirização ocorre quando a empresa transfere para outra a responsabilidade pela realização de algum trabalho específico, a ser realizado pelos funcionários da empresa contratada, sem qualquer vínculo empregatício com a empresa contratante. 

 

Dessa forma, os funcionários são responsabilidade da empresa terceirizada, bem como o recolhimento de seus encargos e a garantia de seus direitos.

 

Antes da aprovação do decreto, o tempo máximo de contrato dos trabalhadores temporários era de três meses. Agora esse período passa a ser de seis meses, podendo ser prorrogado por mais 90 dias. Com isso, as empresas têm mais possibilidade de planejar suas atividades para contar com mais profissionais terceirizados em períodos de alta demanda, sem a obrigação de manter contratos no retorno do fluxo normal de trabalho.

 

As obrigações trabalhistas para com os empregados são da empresa terceirizada e devem obedecer ao regime da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). A dispensa dos funcionários provisórios terceirizados pode ser feita a qualquer momento, sem a obrigatoriedade do cumprimento de aviso prévio ou do pagamento da multa de 40% sobre o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para demissões sem justa causa.

 

Essas modificações e ajustes ajudam a planejar e equilibrar o orçamento da empresa, uma vez que, ao contratar uma empresa terceirizada fica estabelecido um custo fixo, que passa a fazer parte das previsões de custos, que costumam ser de 20% a 30% menores que aqueles realizados com trabalhadores efetivos. 

 

Sem as restrições quanto aos contratos, o decreto permite que a empresa tenha mais opções para contratação. Se antes era mais comum a contratação de profissionais de limpeza e segurança na modalidade de terceirização, agora já é possível contratar profissionais para diversas outras funções, inclusive atividades administrativas.

 

Para as empresas, a terceirização dentro dos novos moldes aprovados no decreto, torna-se uma solução inteligente e vantajosa, uma vez que, com uma empresa especializada cuidando da mão de obra, sobra mais tempo para a empresa contratante se dedicar à aplicação de esforços no trabalho que é sua expertise.

 

Além disso, a terceirização é uma boa oportunidade de contratar um profissional já treinado, o que reduz custo e tempo com treinamento de novos membros.

 

A terceirização é uma forma de modernização das empresas, seja tecnologicamente ou no aspecto pessoal, onde todas as partes ganham.

Compartilhar

GO2B

Soluções personalizadas que trabalham para o seu negócio

Entre em contato!

Se interessou por um do nossos serviços ou ficou com alguma dúvida?

Contato